Celulose

Papel é certamente a primeira coisa que vem à mente da maioria das pessoas quando pensam em celulose. Claro que é coreto, mas é somente uma fração da gama atual de aplicações para este material. Este produto natural tem várias utilizações na sociedade de hoje - na sua forma pura ou derivados (ex. substância quimicamente alterada com base de celulose). Do ponto de vista químico, a celulose é um polissacarídeo; ex. a molécula de celulose tem sido agregada à uma longa cadeia de blocos de açúcares (especificamente: glucose).

Através de transformação química da celulose bruta, muitas propriedades adicionais podem ser obtidas. De uma maneira geral, a extração de celulose é um procedimento complexo. Uma série completa de passos mecânicos e químicos são necessários, primeiro para separar a celulose dos materiais naturais associados e então refinar ate estar quimicamente puro.


Celulose

A celulose é uma substância branca insolúvel em água, que é encontrada no algodão em uma forma quase pura (até 95%), mas é fundamentalmente extraída da madeira, porque seu cultivo é mais rápido e é processado desta forma por todos os fornecedores de celulose.

mais informações

Derivados de Celulose

O grupo de produtos "derivados de celulose" é subclassificado pelo tipo de tratamento químico nos acetatos de celulose, éter de celulose e ésteres de celulose. As aplicações técnicas destes materiais são encontradas em fibras, filmes, filmes fotográficos, substitutos de vidro e ligas para tintas ou pastas de papel.

mais informações

Nitrocelulose

Vários Compounds inflamáveis e explosivos são conhecidos por nitroceluloses (NC) e são formados através da esterificação da celulose com o ácido nítrico e ácido sulfúrico.

mais informações